ACESSIBILIDADE | ALTO CONTRASTE | MAPA DO SITE
TAMANHO DA FONTE: A- | A+

NOTÍCIAS Voltar >


Artesãs de Vila Lângaro participam da Expodireto 2012Artesãs de Vila Lângaro participam da Expodireto 2012

Publicado em 22/03/2012, Por Assessoria de Imprensa

As artesãs de Vila Lângaro foram destaque na I Feira Regional de Artesanato, em Lagoa Vermelha, no ano passado. Uma senhora de Passo Fundo ficou encantada com a arte e o capricho das artesãs de Vila Lângaro e decidiu enviar almofadas aromáticas, como presente, para o casal de Londres que hospedou sua filha, no intercâmbio feito em janeiro. A partir desse sucesso, a Extensionista de Bem-Estar Social da Emater/RS-ASCAR, Maria Arlete Kayser dos Santos, batalhou por um espaço no Artesanato da Expodireto, em Não-Me-Toque, para todas as mulheres que tivessem interesse em expor seus trabalhos. A confirmação veio no final de janeiro. Primeiramente, as Beneficiárias do Programa Bolsa-Família foram convidadas a participar, considerando a importância de uma renda familiar complementar. Várias artesãs do município, que se destacam no artesanato, foram convidadas a participar da Feira Internacional mais famosa do interior do Estado. No mês de fevereiro, as artesãs trabalharam intensamente, merecendo destaque a produção de almofadas, capas térmicas, flores, colares em fuxico, crochê, pintura em toalhas e bordados em chinelos. O estande foi dividido com o município de Água Santa, mas “valeu pela experiência”, disseram as expositoras/vendedoras. A concorrência no artesanato é muito grande e os visitantes compraram pouco, neste ano (reflexos da estiagem). O estande foi visitado pelo prefeito Moisés Dametto e muito elogiado pelos visitantes que, além de fotografarem, comentavam que ali tinha uma diversidade ímpar. Segundo a Extensionista Sandra Bianchetti, Coordenadora do Pavilhão da Agricultura Familiar, na Expodireto, o espaço para o Artesanato de Vila Lângaro foi conquistado. Portanto, poderá ser usado nas próximas edições. “Cabe às Mulheres Artesãs de Vila Lângaro decidirem se continuam ou não. O caminho está aberto para a formação de uma Comissão de Artesãs comprometidas ou a criação de uma Associação. É importante expor, mas a experiência de vender é muito superior”, comentou a extensionista Maria Arlete, que atendeu dois dias no balcão de vendas. Para os expositores se deslocarem de Passo Fundo a Não-Me-Toque a Emater disponibilizou ônibus (gratuito) durante a semana da Expodireto. “Enfim, temos a certeza de que no próximo ano os visitantes irão procurar pelo artesanato de Vila Lângaro. Precisamos fazer reuniões e estudar o diferencial no artesanato, valorizando a cultura herdada e a realização pessoal da mulher que se dedica a essa arte seja por lazer, capricho ou fonte de renda”, conclui Arlete. Parabéns às Mulheres Artesãs por serem capazes de espalhar a sensibilidade e a beleza da vida, nos trabalhos e na convivência.




Compartilhar: FACEBOOK