ACESSIBILIDADE | ALTO CONTRASTE | MAPA DO SITE
TAMANHO DA FONTE: A- | A+

NOTÍCIAS Voltar >


Como surgiu o Dia do Desafio e sua importânciaComo surgiu o Dia do Desafio e sua importância

Publicado em 30/05/2011, Por Assessoria de Imprensa

O Dia do Desafio foi criado no Canadá. Durante o rigoroso inverno canadense de 1983, quando a temperatura chegava aos 20 graus negativos, o prefeito sugeriu uma ação que necessitava da colaboração de todos. A ideia propunha que, às 15 horas, todos apagassem as luzes, saíssem de casa e caminhassem durante 15 minutos ao redor do quarteirão mais próximo. Era um convite ao exercício do corpo. Além de estimular a realização de atividade física, a iniciativa ocasionou a economia de energia que pôde ser calculada pelo número de pessoas envolvidas na atividade. No ano seguinte, a experiência foi compartilhada com a cidade vizinha e ambas realizaram a caminhada juntas, na mesma data e horário. Estava lançado o espírito que definiria o programa do Dia do Desafio. O conceito teve sequencia e a campanha passou a ser realizada todos os anos na última quarta-feira do mês de maio, em todo o mundo. No Brasil, o evento é realizado há 16 anos e tem oferecido a oportunidade de mobilização coletiva em torno da atividade física para as pessoas. O convite para participar, se estende a todos, envolvendo o poder público de cada município, as instituições da sociedade civil, empresas e voluntários. As cidades competem contra outras cidades do planeta e o prêmio para as vencedoras é a melhoria de qualidade de vida de seus habitantes. A adesão ao Dia do Desafio mostra a disposição da comunidade em mobilizar seus cidadãos para uma vida saudável. Todas as cidades são vencedoras e recebem o Troféu de Mérito Comunitário pela realização do Dia do Desafio. O acadêmico do Curso de Educação Física da UPF e comunicador da Rádio Ativa FM de Vila Lângaro, Ricardo Genário foi um dos colaboradores no Dia do Desafio, dia 25/05, no município de Vila Lângaro, e falou sobre o principal objetivo do evento que é o estímulo a prática de exercícios físicos. Ricardo fez referência quanto ao número de pessoas sedentárias que cresce muito a cada dia que passa. Comentou que o Sedentarismo é visto como a ausência de exercícios físicos e também quando não se pratica nenhuma atividade esportiva. Sendo assim causa inúmeras doenças, entre elas Diabetes, Hipertensão Arterial, aumento do Colesterol, Obesidade, Infarto e também possui uma grande parcela de culpa em casos de morte súbita. Ricardo falou sobre a Obesidade, que causa mais de 100 mil casos de câncer por ano nos Estados Unidos e destacou que a Obesidade Infantil, é algo preocupante. Segundo ele, crianças que deveriam estar se exercitando, correndo, brincando, estão na frente de um computador ou de um videogame, com um pacote de salgadinho e refrigerante ao seu lado. Disse que se tratando de Obesidade Infantil, pode-se definir em uma única frase: “Uns quilos a mais hoje, uns anos a menos no futuro”. Indagou que uma pesquisa do IBGE aponta a Obesidade, como uma epidemia no Brasil, pois mais da metade da população adulta brasileira está acima do peso. Hoje, podemos afirmar que as pessoas simplesmente estão engatinhando para a morte. Ressaltou que a população pratique exercícios físicos regularmente, tenha hábito alimentar saudável e construa assim uma melhor qualidade de vida, concluiu Ricardo.




Compartilhar: FACEBOOK